Figueirense Futebol Clube (Florianópolis – SC) – Temporada de 1921

Figueirense 2×3 Rio Branco (São José – SC) / 14 de agosto de 1921 / São José – SC / Amistoso Nacional

Figueirense 2×0 União (São José – SC) / 18 de setembro de 1921 / São José – SC / Amistoso Nacional

Figueirense x Edu Chaves (São José – SC) / 02 de outubro de 1921 / São José – SC / Amistoso Nacional / Obs.: Resultado não divulgado

Figueirense 2×0 Rio Branco (São José – SC) / 09 de outubro de 1921 / São José – SC / Amistoso Nacional

Figueirense 2×1 Operário (Florianópolis – SC) / 20 de outubro de 1921 / Florianópolis – SC / Amistoso Nacional

Figueirense 4×0 União (São José – SC) / 04 de novembro de 1921 / São José – SC / Amistoso Nacional

Figueirense 0x0 Edu Chaves (São José – SC) / 18 de novembro de 1921 / São José – SC / Amistoso Nacional

Fontes: Pesquisa de Adalberto Kluser, Jornais A República e O Estado

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Torneio Centenário de Joinville (SC) – 1922

Data: 12 de outubro de 1922
Local: Joinville – SC

1º jogo – Royal 2×1 Caxias
2º jogo – América 3×0 União Militar
Final – América 1×0 Royal

Campeão – América Futebol Clube (Joinville – SC)

Fonte: Arquivos de Adalberto Kluser

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Torneio Encerramento de Florianópolis (SC) – 1931

Data: 13 de dezembro de 1931
Local: Estádio Adolpho Konder, em Florianópolis – SC

1º jogo – Figueirense 1×1 Atlético (1×0 esc)
2º jogo – Avaí 0x0 Barriga Verde (1×0 esc)
3º jogo – Tamandaré 1×0 Figueirense
Final – Tamandaré 0x0 Avaí (5×0 esc)

Campeão – Tamandaré Futebol Clube (Florianópolis – SC)

Fonte: Arquivos de Adalberto Kluser

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Clubes do Distrito Federal – Jaguar Esporte Clube (Núcleo Bandeirante)

O clube que viria a ser o Jaguar Esporte Clube, do Núcleo Bandeirante, foi fundado em 16 de março de 1968, nas dependências do Departamento Administrativo da Fundação Zoobotânica do Distrito Federal, com o nome de Clube Recreativo Fundação Zoobotânica.
Reuniram-se, entre outros, José Daniel Belluco, Clóvis Fleury de Godoy, João Batista de Lacerda, Malvino Araújo Xavier, Antônio Antunes Figueiredo, Hélio Batista de Deus, Mário Alves da Silva, André Vieira Macarini, Oscar Rodrigues da Costa, José Jerônimo Ferreira, Josino Lopes Viana e Vicente Pinto de Souza, com o intuito de desenvolver entre os funcionários desta Fundação a prática do esporte, bem como incrementar atividades sociais e culturais.
A primeira diretoria eleita ficou assim constituída: Presidente – José Daniel Belluco; 1º Vice-Presidente – Rádio Lima Fialho; 1º Tesoureiro – João Batista de Lacerda, 2º Tesoureiro – Joaquim Rodrigues de Souza; 1º Secretário – Josino Lopes Viana; 2º Secretário – Oscar Rodrigues da Costa e Diretor de Esportes – Malvino Araújo Xavier.
As cores oficiais do novo clube eram a preta e a branca. O primeiro uniforme era composto de camisa branca com detalhes em preto na gola e nos punhos, calção preto e meias brancas. O segundo tinha camisa com listras verticais pretas e brancas, calção branco e meias com listras horizontais pretas e brancas.
Alterou o nome para Jaguar Esporte Clube em Assembléia Geral de 12 de março de 1969. Inicialmente, o Jaguar comunicou que disputaria o Campeonato do Departamento Autônomo em 1969. Mas, para este ano, a Federação Desportiva de Brasília resolveu promover um campeonato reunindo clubes amadores e profissionais.
Assim, o Jaguar nem chegou a disputar o campeonato do Departamento Autônomo, já fazendo sua estréia diretamente no campeonato oficial de Brasília. Sua estréia aconteceu no dia 19 de abril de 1969, no Estádio Ciro Machado do Espírito Santo, do Defelê. Empatou em 1 x 1 com o CSU, clube da Universidade de Brasília. Ao final do 1º turno, o Jaguar classificou-se em segundo lugar no Grupo A, um ponto atrás do líder, o Grêmio Brasiliense. Eram onze clubes no Grupo A e treze no B, dos quais os seis primeiros colocados passavam para a Fase Final. Nos dez jogos que disputou, o Jaguar venceu sete, empatou dois e só perdeu um (para o Piloto: 1 x 2). Marcou 16 gols e sofreu 5.
Na Fase Final não foi tão bem assim, empatando muitos jogos. Ficou com a terceira colocação no final, com 13 pontos ganhos, atrás do campeão Coenge (19) e do vice-campeão Grêmio Brasiliense (17). Foram onze jogos, com quatro vitórias, cinco empates e duas derrotas. Marcou 18 gols e sofreu 11.
Sua formação básica foi Silva, Paulo Henrique, Dão, Noel e Felipe; Baiano e Pedrinho; Gildo (Zé Raimundo), Cascorel, Heitor e Reco.
Em 1970 ficou na quarta colocação do Torneio “Governador Hélio Prates da Silveira”, disputado por oito equipes. No campeonato brasiliense de 1970 ficou em quarto lugar na Primeira Fase, que classificava seis clubes entre os dez participantes para uma etapa decisiva. No turno final, ficou com a sexta e última colocação. Disputou cinco jogos, não venceu nenhum e perdeu quatro vezes (empatou um). Marcou apenas dois gols e sofreu nove.
Em 1971, venceu o Torneio Governador do Distrito Federal, com uma excelente campanha. Nos dez jogos que disputou, venceu oito, empatou um e perdeu um. Marcou 19 gols e sofreu 8. Formou, basicamente, com Silva, Dão, Cláudio Oliveira, Noel e Emábio; Lúcio e Jorrâneo; Zinho, Paulinho, Batista e Oliveira.
Não repetiu suas boas atuações no campeonato brasiliense, disputado por apenas cinco equipes. Ficou na quinta e última colocação, vencendo apenas um dos oito jogos disputados.
No dia 1º de agosto de 1972 efetuou pedido de licença dos campeonatos e torneios da Federação pelo prazo de um ano.
Retornou em 1973, disputando o campeonato brasiliense daquele ano com mais nove equipes e chegando na quarta colocação (17 jogos, 8 vitórias, 2 empates e 7 derrotas; 18 gols a favor e 20 contra). Seu artilheiro no campeonato foi Tita, com 7 gols. Por outro lado, conquistou a Taça Disciplina, com seis pontos negativos. Defenderam o Jaguar em 1973: Goleiros – Silva e Carlos; Defensores – Aderbal, Dão, Pedro, Baiano, Ventura, Felipe, Lúcio e Max; Atacantes – Ariston, Djalma, Carlos Alberto, Batista, Ceará, Paulinho e Tita. O técnico foi Airton Nogueira.
Venceu o primeiro turno do campeonato brasiliense de 1974 e ficou atrás do Pioneira no segundo, posicionamentos que tornaram obrigatória a decisão do campeonato em melhor de três. Perdeu os dois jogos para o Pioneira e ficou com o vice-campeonato. No segundo jogo, em 8 de dezembro de 1974, atuou com apenas dez jogadores. Jogou desfalcado de quatro titulares: Leocrécio, Salvador, Décio e Ariston, que viajaram com a equipe de juvenis do Ceub, emprestados ao clube universitário para a disputa da Taça Cidade de São Paulo de Juniors. Um dos jogadores de linha, Roberto, era goleiro.
Em 5 de junho de 1975, o Jaguar solicitou licença pelo prazo de um ano, por não dispor de recursos para participar do certame oficial daquele ano.
Em 1976, o profissionalismo foi definitivamente implantado no futebol do Distrito Federal. O Jaguar nunca mais voltou a disputar uma competição oficial.

Fonte: Arquivos de José Ricardo Caldas e Almeida

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Clubes da Paraíba – Estrela do Mar Esporte Clube (João Pessoa)

Nome: estrela do Mar esporte Clube
Cidade: João Pessoa – PB
Fundação: 06 de maio de 1953
Cores: azul / branco
Histórico: O clube foi fundado no seio de uma ordem religiosa católica existente na Matriz do Rosário, no tradicional Bairro de Jaguaribe. O religioso e abnegado Frei alemão Albino Kleine, um dos fundadores e maiores incentivadores da agremiação, soube aproveitar todos aqueles jovens que frequentavam a igreja aos domingos e direcioná-los ao campo de futebol que sabiamente construíram por trás da igreja e ao lado da Avenida Vasco da Gama.
O nome Estrela do Mar foi uma homenagem a uma revista religiosa que circulava na paróquia e possuía esse nome, já as cores azul celeste e branca homenageavam as vestes da santíssima Virgem Maria. Ali se praticava mais do que futebol, pois havia todo um trabalho social e educacional com os adolescentes. Em pouco tempo jovens de outros bairros começaram a frequentar aquele espaço prazeroso e respeitado na cidade.
Em 1956 o clube participou do campeonato de amadores promovido pela federação – não havia segunda divisão naquela época -, sendo campeão invicto da temporada. Dessa jornada participaram: Brandão, André, Pinheiro, Hélio, Breno Formiga, Gilberto Cara de Gato, Hermes Taurino, Caju, J. Heráclito, Roberto Biribita, Izinho, Valdecir Pereira, Adjamir, Carrinho e Lauro Almeida.
Em 1957, já sendo um dos integrantes nas competições do estado o Estrela do Mar registrou o seu moderno estatuto nas páginas do jornal A União. O Estrela do Mar foi tricampeão de aspirantes nos anos 58/59/60.
No ano de 1957 o clube passou a disputar o Campeonato Paraibano de Profissionais. Foi vice campeão paraibano em 1958, e, em 1959, sagrou-se campeão estadual, utilizando nessa temporada os seguintes atletas: Jola, Carrinho, Davi, Gilberto Cara de Gato, Tem, Gilberto e Aderbal Pitombeira, Hermes Taurino e Teófilo Luna, Coelhinho, Caju, Lúcio Câmara, Izinho (Antenor Pereira), Emilson Adjamir, Valdecir Pereira e Celso Piaba.
Em sua gloriosa participação na Taça Brasil, o time de Jaguaribe foi eliminado pela do ABC de Natal.
Nos anos seguintes a equipe deixou as competições oficiais, e nas décadas de 70 e 80 formou grandes times de futebol de salão, até desaparecer do cenário esportivo.

Fonte: pbesportes.net

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Campeonato Paraibano – 1933

Equipes Participantes:

Esporte Clube Cabo Branco (João Pessoa)
Internacional Sport Club (João Pessoa)
Palmeiras Sport Club (João Pessoa)
Pytaguares Sport Club (João Pessoa)
Sol Levante Sport Club (João Pessoa)
Vasco da Gama Esporte Clube (João Pessoa)
Vencedor Sport Club (João Pessoa)

1º Turno

09.04.1933
Palmeiras 1×0 Vencedor
23.04.1933
Cabo Branco 5×1 Vasco da Gama
30.04.1933
Internacional 4×0 Pytaguares
01.05.1933
Cabo Branco 4×0 Vencedor
07.05.1933
Palmeiras 4×0 Sol Levante
14.05.1933
Internacional 2×0 Vasco da Gama
21.05.1933
Vencedor 2×2 Pytaguares
28.05.1933
Cabo Branco 2×2 Palmeiras
04.06.1933
Sol Levante 2×2 Vasco da Gama
11.06.1933
Vencedor 1×0 Internacional
18.06.1933
Cabo Branco 1×0 Pytaguares
25.06.1933
Palmeiras 2×2 Vasco da Gama
09.07.1933
Internacional 3×1 Sol Levante
16.07.1933
Vencedor 2×2 Vasco da Gama
23.07.1933
Palmeiras 5×0 Pytaguares
30.07.1933
Cabo Branco 4×1 Sol Levante
06.08.1933
Palmeiras 3×2 Internacional
13.08.1933
Sol Levante 1×0 Vencedor
17.08.1933
Vasco da Gama 3×1 Pytaguares
27.08.1933
Cabo Branco 4×0 Internacional
03.09.1933
Sol Levante 3×1 Pytaguares

2º Turno

10.09.1933
Palmeiras 5×0 Vencedor
17.09.1933
Cabo Branco 2×0 Vasco da Gama
24.09.1933
Pytaguares 1×1 Internacional
01.10.1933
Cabo Branco 4×1 Vencedor
08.10.1933
Palmeiras 3×2 Sol Levante
15.10.1933
Vasco da Gama W0x0 Internacional
22.10.1933
Pytaguares 1×1 Vencedor
29.10.1933
Palmeiras 3×3 Cabo Branco
12.11.1933
Sol Levante x Cabo Branco (empate)
19.11.1933
Palmeiras 1×0 Pytaguares
03.12.1933
Cabo Branco 1×1 Pytaguares

Sol Levante x Vencedor (vitória do Sol Levante)

Sol Levante W0x0 Vasco da Gama
Vencedor W0x0 Internacional
Palmeiras W0x0 Vasco da Gama
Sol Levante W0x0 Internacional
Vencedor W0x0 Vasco da Gama
Palmeiras W0x0 Internacional
Pitaguares W0x0 Vasco da Gama
Cabo Branco W0x0 Internacional

Pitaguares x Sol Levante (cancelado)

Final

17.12.1933
Cabo Branco 2×2 Palmeiras
24.12.1933
Cabo Branco 4×3 Palmeiras (1)

(1) O Cabo Branco perdeu os pontos desta partida pela inclusão irregular do atleta Arnaldo von Sohsten.

Campeão – Palmeiras Sport Club (João Pessoa – PB)

Fonte: Pesquisa de Vitor Dias

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Clubes da Paraíba – Esporte Clube União (João Pessoa)

Nome: Esporte Clube União
Cidade: João Pessoa – PB
Fundação: 01 de maio de 1935
Cores: vermelho / preto / branco
Histórico: Disputou o Campeonato Paraibano no período de 1936 até 1972. Conquistou por duas vezes o Torneio Início (1936 e 1945). O clube foi extinto.

Fonte: Blog História do Futebol

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Torneio Início Paraibano – 1959

Data: 24 de maio de 1959
Local: João Pessoa – PB

1º jogo – Red Cross 1×0 Oitizeiro
2º jogo – Santos 1×0 Íbis
3º jogo – Auto Esporte 1×1 Estrela do Mar (5×1 pen)
4º jogo – Botafogo 0x0 Comerciário (5×2 pen)
5º jogo – Santos 0x0 Red Cross (4×1 pen)
6º jogo – Auto Esporte 1×0 Botafogo
Final – Auto Esporte 1×1 Santos (5×3 pen)

Campeão – Auto Esporte Clube (João Pessoa – PB)

Fonte: Diário de Pernambuco

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Campeonato Rondoniense – 2ª Divisão – 2007

Equipes Participantes:

Ariquemes Futebol Clube (Ariquemes)
Cruzeiro Esporte Clube (Porto Velho)
Moto Clube (Porto Velho)
Rolim de Moura Esporte Clube (Rolim de Moura)

1º Turno

07.09.2007
Ariquemes 3×0 Rolim de Moura
Moto Clube 2×0 Cruzeiro
15.09.2007
Moto Clube 0x1 Ariquemes
Rolim de Moura 3×0  Cruzeiro
22.09.2007
Moto Clube 0x0 Rolim de Moura
23.09.2007
Ariquemes 1×0 Cruzeiro

                        J           V          E          D         GP       GC        PG
01º Ariquemes      03        03        00        00        05        00        09
02º Moto Clube     03        01        01        01        02        01        04
03º Rolim de Moura   03        01        01        01        03        03        04
04º Cruzeiro          03        00        00        03        00        06        00

2º Turno

29.09.2007     
Moto Clube 8×0 Cruzeiro
Rolim de Moura 1×1 Ariquemes
06.10.2007
Ariquemes 2×1 Moto Clube
Cruzeiro 1×3 Rolim de Moura
12.10.2007
Rolim de Moura 4×1 Moto Clube
Cruzeiro 1×6 Ariquemes

                        J           V          E          D         GP       GC        PG
01º Ariquemes      03        02        01        00        09        03        07
02º Rolim de Moura     03        02        01        00        08        03        07
03º Moto Clube     03        01        00        02        10        06        03
04º Cruzeiro          03        00        00        03        02        17        00

Campeão – Ariquemes Futebol Clube (Ariquemes – RO)

Fonte: Arquivos do Autor

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Torneio Início Amazonense – 1969

Data: 11 de Maio de 1969
Local: Parque Amazonense, em Manaus – AM

1º Jogo – Olímpico 2×0 América
2º Jogo – Rio Negro 0x0 Rodoviária (4×3 pen)
3º Jogo – Fast 0x0 Sul América (7×6 pen)
4º Jogo – Nacional 1×0 São Raimundo
5º Jogo – Rio Negro 1×0 Olímpico
6º Jogo – Nacional 2×1 Fast
Final – Rio Negro 1×0 Nacional

Campeão: Atlético Rio Negro Clube (Manaus)

Fonte: Jornal do Comércio de Manaus/AM

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Torneio Início Paranaense – 1935

Data: 24 de Março de 1935
Local: Curitiba – PR

1º Jogo – Nacional 0x0 Atlético (1×0 esc)
2º Jogo – Coritiba 1×0 Junak
3º Jogo – Palestra Itália 1×0 Savóia
4º Jogo – Britânia 1×0 Ferroviário
5º Jogo – Nacional 1×0 Coritiba
6º Jogo – Palestra Itália 2×0 Britânia
Final – Nacional 1×0 Palestra Itália

Campeão – Clube Atlético Nacional (Curitiba – PR)

Fonte: Livro “Futebol Paraná História”

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Torneio Início Paranaense – 1934

Data: 18 de Março de 1934
Local: Curitiba – PR

1º Jogo – Nacional 1×0 Palestra Itália
2º Jogo – Ferroviário 2×0 Coritiba
3º Jogo – Britânia 2×1 Atlético
4º Jogo – Ferroviário 1×0 Nacional
Final – Ferroviário 1×0 Britânia

Campeão – Clube Atlético Ferroviário (Curitiba – PR)

Fonte: Livro “Futebol Paraná História”

Compartilhe nas redes sociais....
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email